Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Alegria de Viver Cada Dia

A Alegria de Viver Cada Dia, é encontrar uma forma de lidar com as adversidades. Escrevo pela alegria em escrever sobre a realidade do quotidiano, na esperança de encontrar uma solução que nos permita esboçar um sorriso.

A Alegria de Viver Cada Dia, é encontrar uma forma de lidar com as adversidades. Escrevo pela alegria em escrever sobre a realidade do quotidiano, na esperança de encontrar uma solução que nos permita esboçar um sorriso.

A Alegria de Viver Cada Dia

23
Jun22

Custo de Vida

Sol

Sei que não sou a única a sentir que, cada vez mais, quando ponho o pé fora de casa já estou a gastar dinheiro. Deparamo-nos com o preço dos combustíveis a aumentar, com o preço dos géneros alimentares que aumenta, assim como aumenta o valor das casas, dos carros, dos transportes públicos, etc etc. 

Os estrangeiros a morar em Portugal, por outro lado, acham as casas "baratíssimas" e o estilo de vida "espetacular". Fico tão feliz por eles, sinceramente! Devem sentir que Portugal é aquele objetivo que todos nós desejamos alcançar, onde conseguem gozar a sua reforma em segurança, paz, com qualidade de vida e, claro, muito sol. Alegra-me ver a genuinidade com que conseguem ser felizes com coisas simples, nomeadamente, todos queimados do sol - portanto, lagostas -, e a tirar fotografias à pedra da calçada. Diga-se de passagem que eu sou uma tresloucada, adoro ouvir musica alta no carro e volta meia volta dou por mim a sorrir no supermercado... Dizem que atraímos coisas boas se tivermos pensamentos positivos, não sei se a vida funciona exatamente assim, mas enquanto acredito e desconfio, pelo menos estou alegre.

Entretanto, continuo desempregada, mas já tenho o subsídio de desemprego deferido, yeahhh. Magiquei todo um plano anti-tristeza, que envolvia ir 3h por dia à praia, que é aquele plano gratuito e com a grande vantagem de ganhar uma corzinha que depois poderei gabar quando voltar a trabalhar. Ainda assim, para minha tristeza, tem estado imenso vento... Ora, eu já não vou à água porque devo ter algum trauma e acho sempre que vou ter um ataque de hipotermia(isto é muito verdade, acho que 99% das pessoas que me conhece nunca me viu dentro de água), e estar na toalha a comer areia, não obrigada. Tenho a casa limpinha e organizada, e voltei a treinar para me sentir mais ativa, tirando isso tenho ido às compras quando necessário e inventado mais umas coisitas para fazer. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub